Malditos



Maldito ser a vagar
Pelas entranhas mais obscuras da miséria
Maldito que vive a matar
Pelas frestas das portas e das janelas

Maldito, ser maldito
Um anjo inocente a se encharcar de lágrimas
Saudade amargurada e ausência de amor

Daquele que hoje vive a vagar pelo éden

Vaso se partindo
Anjo se despindo
Maldito vagando

Rosa rasgando

Pele nua e dócil
Estrela apagando

Se embriagando pela escuridão

E o que resta?

Uma sombra do passado
E malditos a vagar pelo paraíso perdido

Onde a figura de Deus continua a desfigurar

Malditos, simplesmente malditos...



Escrito por Tiago Junqueira às 00h38
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Historia de Amor
Maysa


Tanto eu esperei
pra te encontrar
e pra sempre te seguir
deixar o tempo ir passando
e se perder
deixar a noite madrugar
e o sol nascer
pra nós dois só

Quando eu te encontrei
eu me encontrei e simplesmente descobri
que cada história de amor
tem,é sempre a mesma constante do amor

Mas vamos ser
a mais feliz
a mais bonita historia de amor
que este amor que temos
em nois dois
pra sempre vai ficar
e pra viver o quanto amamos até depois
depois da brisa além do viver
nós dois só nois

Como vou te amar
e ao teu lado quero sempre, vou ficar
não ver o tempo se passar ou se perder
deixar a noite madrugar e o sol nascer
pra nós dois só...



Escrito por Tiago Junqueira às 00h25
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Sudeste, BIRIGUI, BOSQUE DA SAUDE, Homem, de 26 a 35 anos, Arte e cultura, Música
Histórico
Outros sites
  Tiago Junqueira
  Os Hedonistas Grupo de Teatro
  É simples ser complicado
  Barbara Teodósio
  Zizi Possi
  Os Satyros
  Ivam Cabral
  Alberto Guzik
  Rodolfo García Vázquez
  Cléo de Paris
  Laerte Késsimos
  Prefiro Whisky
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?